Decadência Total: PT – sem nome e sem projeto de poder, é obrigado a engolir candidatura de Waldir Maranhão

No evento de ontem na inauguração da nova sede estadual do PT no Maranhão no bairro do Cohafuma, o comando do partido no Maranhão  mostrou -, mais uma vez, que não tem projeto e muito menos nomes para apresentar nas eleições de 2018. Ao invés de trabalhar um quadro do partido que tenha identidade com a ideologia de esquerda e que defenda as causas sociais, preferiu sacramentar decadência ao referendar o deputado Waldir Maranhão(Avante).

Deputado Zé Carlos, preterido por Waldir

O Partido dos Trabalhadores no Maranhão    é divido em pequenos fragmentos de interesses individualizados que não tem força para alavancar um nome para disputar a eleição majoritária do próximo ano. Com essa fragilidade alguns membros -, para se manterem respirando  -, ficam vendendo a legenda, mesmo sabendo que não têm como entregar.

Augusto Lobato – ao lado de Waldir Maranhão, observado por Eri Castro

 

O presidente estadual Augusto Lobato fez a inauguração da nova sede depois de sofrer ataques de vândalos na semana passada. A festa de entrega da nova sede era para ter a presença do senador Lindenberg Farias que pela segunda vez grava vídeo dizendo que tem agenda mais importante que não pode vir ao Maranhão.

Lindenberg, se explicando pela segunda que tem agenda mais importante que o PT do Maranhão

1 Comentário em "Decadência Total: PT – sem nome e sem projeto de poder, é obrigado a engolir candidatura de Waldir Maranhão"

  1. Joan Gabriel Botelho | 14/11/2017 at 11:38 | Responder

    Muito triste vejo essa falta de identidade há muito tempo. Aqui já vi de tudo. Roseana mandar no pt, vice não asumir e ganhar outro mandato. Filho de deputada declinar apoio aos sarneys. Pura prostituição partidária.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.


*