Eleições 2018: A importância do controle do partido, para atrair a "simpatia" do governador - Blog

Eleições 2018: A importância do controle do partido, para atrair a “simpatia” do governador

“Coloque seu bonde nos trilhos, para eu poder  empurrar”.

A frase não é do governador, mas nunca foi tão perfeita para definir o jogo de disputa para a escolha dos dois nomes que serão escolhidos para compor a chapa do senado do Grupo Político de Flávio Dino(PCdoB). E o bonde pode ser bem representado pela construção da viabilidade politica. E essa viabilidade política vem muito antes da eleitoral. Só com esses pre- requisitos que o governador poderá ajudar.

Weverton e Eliziane já colocaram seus “bondes nos trilhos”

 

Os dois nomes que saíram na frente dessa disputa, são dos deputados federais Wevertton Rocha(PDT) e Eliziane Gama(PPS). E não é coincidência o fato dos dois terem o controle dos partidos no qual são filiados. Isso é primordial para a disputa majoritária no senado. O fato de ter a garantia da legenda permite também a certeza de poder garantir o nome na disputa. E  sem falar do que podem oferecer ao governador -,  o que ele mais deseja, a legenda para somar na coalização  do tempo de televisão.

Sem o controle de um partido, os dois deputados não conseguem atrair o interesse político do governador

Não é atoa que os outros dois postulantes, José Reinaldo Tavares (sem partido) e Waldir Maranhão (Avante)  andam patinando  e não conseguem atrair a “simpatia” do governador Flávio Dino.

1 Comment on "Eleições 2018: A importância do controle do partido, para atrair a “simpatia” do governador"

  1. Álvaro Pires | 31/01/2018 at 11:47 | Responder

    Só lembrando que o Deputado Waldir Maranhão está sem partido por conta de ter atendido o pedido do governador
    Para anular o impechemat

Leave a comment

Your email address will not be published.


*