Representantes de empresa japonesa visitam a Sagrima para avaliação do potencial de produção no Maranhão

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Na tarde desta quarta-feira (8) representantes da empresa Chuo Kaihatsu Corporation (CKC), contratada pelo Ministério da Agricultura do Japão, visitaram a sede da Secretária de Estado de Agricultura, Pecuária e Pesca (Sagrima), com objetivo de realizar uma avaliação do potencial de produção de grãos e da agropecuária maranhenses  para futuros investimentos.

Na ocasião o secretário da Sagrima, Edjahilson Souza, apresentou gráficos que ilustraram o crescimento de produção do Maranhão, além de apresentar dados das sucessivas quebras de recordes na produção de grãos e em aumento de produtividade nas áreas plantadas, o que demonstra a qualificação da expansão do agronegócio maranhense.

Participaram da reunião o Secretário Adjunto da SEPE, Pierre Januário, e o Secretário Adjunto da SAGRIMA, Emerson Macedo, e membros das equipes técnicos das secretarias.

 “Hoje tivemos a oportunidade em mostrar os avanços obtidos com  agronegócio no Maranhão para a empresa CKC. Mostramos que o nosso estado possui recursos hídricos em abundancia, um modal viário diversos, além de possuir uma posição global privilegiada, permitindo o escoamento da produção via portuária para diversos mercados internacionais, inclusive asiático”, ressaltou o secretário.

MATOPIBA

O Plano de Desenvolvimento Agrário do MATOPIBA tem grande importância para o desenvolvimento agrícola no Brasil. A sigla reúne as sílabas iniciais das regiões que formam a área produtiva das divisas dos estados do Maranhão, Piauí, Tocantins e Bahia, e que tem se destacado pelos recordes consecutivos de produção de grãos.

O MATOPIBA é a última fronteira agrícola em expansão do mundo, segundo o Ministério da Agricultura. Abrange 337 municípios, em um total de 73 milhões de hectares e 5,9 milhões de pessoas. O território do MATOPIBA possui uma expansão baseada em tecnologias modernas de alta produtividade. Hoje, o principal grão destinado à exportação é a soja, porém outras culturas estão despontando, como o algodão e o milho.

O Maranhão tem sido visado por empresas japonesas ligadas ao agronegócio porque, só em 2016, mais de quatro milhões de toneladas de soja foram escoados pelo no estado. O Maranhão ocupa 32,77% de todo o território do MATOPIBA, com 23,9 milhões de hectares em 135 municípios. Sem contar a vantagem de apresentar um grande potencial hidroviário, com topografia plana e baixos relevos, chuva abundante e bem distribuída em seu território, o que facilita os canais de escoamento das produções pelos investidores.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Be the first to comment on "Representantes de empresa japonesa visitam a Sagrima para avaliação do potencial de produção no Maranhão"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*